segunda-feira, 17 de junho de 2013

Algumas poesias nascem para não existir.

Nenhum comentário:

Postar um comentário